Campos Gerais representante do Paraná em Festival de Robótica | A Rede

//Campos Gerais representante do Paraná em Festival de Robótica | A Rede

Campos Gerais representante do Paraná em Festival de Robótica | A Rede

Programa internacional engaja para formação de novos, líderes inventores e futuros engenheiros

Por meio da construção e desenvolvimento de tecnologia, despertar o interesse de estudantes do ensino fundamental e médio em áreas uma vez que matemática, ciência, engajando formação de novos líderes e inventores. Esse é o objetivo do Festival Sesi de Robótica, que acontece de 27 a 29 de maio na Bienal em São Paulo (SP). O Paraná terá dez equipes representando o Estado na equipe e, entre elas, está Destroyers, do Escola Sesi de União da Vitória, nos Campos Gerais.

O Torneio de Robótica faz segmento de um programa criado pela organização norte-americana sem fins lucrativos FIRST (For Inspiration and Recognition of Science and Technology) e que tem o Serviço Social da Indústria (SESI) uma vez que operador solene do país no Brasil.

“Oriente é um programa internacional de robótica que estimula e desafia os estudantes a buscarem soluções para problemas da sociedade moderna. Por meio da capacitação de alunos, da ensino e da ensino e da promoção do trabalho em equipe e liderança, Jacielle Feltrin Vila Verdejante do trabalho explica em equipe e liderança Sistema Fiep.

Por meio da emprego da metodologia STEAM, que integra conhecimentos nas áreas de Artes, Ciências, Tecnologia, Engenharia e Engenharia e os alunos, organizados em equipes, contam com o base de técnicos e mentores para erigir que devem ser programados para enfrentar os desafios da temporada em uma estádio de países.

Fazer que estimule as pessoas que se aproximam, além de áreas de conhecimento, a iniciativa trabalhe nos alunos e socioemocionais para que possam crescer e se desenvolverem para os próximos desafios da vida o mundo do trabalho.

“Algumas linguagens de originalidade, uma originalidade, uma inovação, uma equipe e uma organização, fatores que contribuem para a originalidade, uma variação cultural para um bom desempenho, uma variação profissional e um conhecimento relacional uma vez que um bom, a natureza e a humanidade, estabelecendo indo entre as diferentes disciplinas. Participar de países desta natureza contribui para nossas escolhas futuras, somos apresentados a um universo de possibilidades, das mais diferentes áreas a Luana Holovaty restrito da equipe Destroyers – categoria FLL, do Escola Sesi da Indústria de União da Vitória.

O duelo do transporte de cargas e logística no Brasil

A temporada deste ano está focada no desenvolvimento de projetos ligados ao transporte e logística. Batizada de Incumbência Connect, a edição desafia os participantes a pensar em soluções viáveis ​​para o porvir do transporte de cargas e logística no Brasil.

O Paraná, por meio dos Colégios Sesi da Indústria, terá três equipes na categoria FIRST LEGO League Challenge (FLL) e cinco equipes na categoria First Tech Challenge (FTC).

Porta de ingressão robótica, FLL desafia alunos de 9 a 16 anos a projetar, erigir e programar a estruturas com peças da LEGO para satisfazer várias missões pré-definidas na mesa de país. Já a FTC é construída para programação de blocos com 14 e 18 anos de idade, que deve ser projetada e usada para usar em Java e até 19kg de tecnologia Android e uma variedade de níveis de idade.

“Participante dos países da First, independentemente da Categoria, é um tanto indescritível. Neste tipo de evento as crianças e jovens têm a oportunidade de ampliar seus horizontes por meio desta experiência maravilhosa de aprendizagem. Saber e interagir com outras equipes proporciona aos alunos um momento de troca, partilha, rever aspectos e pontos de vista, de muito tirocínio e diversão”, diz o professor Jefferson Rodrigues Lirio, técnico da equipe Destroyers – categoria FLL, do Escola Sesi da Indústria de União da Vitória. “Estar novamente na lanço Vernáculo da competição supra de tudo a nossa resiliência; a cada temporada buscamos novas estratégias para superar nossas adversidades, indo a novos estudantes esta possibilidade educacional de aprendizagem”, acrescenta o educador.

Campeonato F1 nas Escolas no Festival Sesi de Robótica:

Além de competições nas modalidades FTC e FLL, duas equipes dos Colégios Sesi da Indústria do Paraná, uma da cidade de Foz do Iguaçu e outra de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, participaram do Campeonato F1 in Schools dentro do Festival Sesi de Robótica; projeto realizado pela própria Fórmula 1 in Schools, criado com objetivo de crianças estimulantes, entre 9 e 19 anos, a projetar, modelar e testar uma fórmula de carro de Fórmula 1 para competir em pistas de Fórmula 1; impulsionados por cilindros de dióxido de carbono, os carros podem chegar a 80 km/h em menos de um segundo. Integrando uma metodologia STEAM, uma iniciativa desperta jovens estudantes para engenharia e áreas afins, além de trabalhar habilidades socioemocionais fundamentais para o mundo do trabalho.

Confira a seguir a lista de Colégios Sesi da Indústria Representantes do Paraná no evento:

Categoria – FLL

Escola Sesi da Indústria CIC – Curitiba

Escola Sesi da Indústria Rio Preto

Escola Sesi da Indústria União da Vitória

Categoria FTC

Escola Sesi da Indústria CIC – Curitiba

Escola Sesi da Indústria Afonso Pena – São José dos Pinhais (RMC)

Escola Sesi da Indústria Dois Vizinhos

Escola Sesi da Indústria Pato Branco

Escola Sesi da Indústria Londrina

F1 nas escolas

Escola Sesi da Indústria Foz do Iguaçu

Escola Sesi da Indústria Afonso Pena – São José dos Pinhais (RMC)

Source link

By |2022-05-24T11:48:05-03:00maio 24th, 2022|Categories: Noticias|Comentários desativados em Campos Gerais representante do Paraná em Festival de Robótica | A Rede

About the Author:

Campos Gerais representante do Paraná em Festival de Robótica |  A Rede
Call Now Button
× Fale pelo WhatsApp