Mãe flagra violação da filha de 7 anos e padrasto é investigada

//Mãe flagra violação da filha de 7 anos e padrasto é investigada

Mãe flagra violação da filha de 7 anos e padrasto é investigada

A mãe de uma moça de 7 anos de idade afirma ter flagrado o momento em que a filha era estuprada pelo próprio padrasto, na sala da lar onde mora a família, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. O varão, de 25 anos, fugiu e zero se sabe sobre o paradeiro dele desde portanto.

Mãe flagra violação da filha de 7 anos e padrasto é investigada
Imagem ilustrativa: Pixabay.

O caso aconteceu no último dia 5 de janeiro, por volta das 21h30. Na mesma noite, a mulher registrou Boletim de Ocorrência na Delegacia da Mulher e Jovem do Município. Na sequência, a moçoilo foi atendida a um hospital na capital, para diversos exames solicitados pela delegacia.

Em seguida o promanação de uma mãe que os anos e uma moçoilo moçoilo moçoilo com contornos na lar há dois anos ameaçados de morte.

A mãe da moçoilo pode, em conversa com a Margem B de manhã (13), que escutava barulhos estranhos quando a filha estava na sala com o teclado, porquê se ligava a esta quinta-feira com fragor e sem ouvir a luz e perguntava se tinha fragor.

Dessa vez ela diz que não ligou a luz e foi quietinha pra sala e pegou o padrasto estuprando a moça. Ele ainda está solto porque não foi feito flagrante no dia. A mãe levou a moça para fazer laudo no dia.

Com a enunciação, a mãe a mudança de comportamento da filha no período percebido. Segundo a mulher, ela é casada com o padrasto da filha há quatro anos.

“Uma cirurgia de anos para e ele de dois se fez de mim. E, esses anos, minha filha começou a ser chorona, a perguntar se eu ia morrer, acordava de manhã cedo e ia me ver no meu quarto pra ver se eu tava muito”,

venha a mãe, em conversa com a Margem B na manhã desta quinta-feira (13).

Mãe de mais um menino de 13 anos um de 2, a mulher estava com o recém-nascido na estação da cirurgia e que o comportamento único da moça era por motivo da chegada do irmão, o ca rebento da mulher com o réu de violação.

Ela perímetro que freqüentemente ouvia barulhos de batidas e porquê se está com ânsia de vômito.

“Às 19h30, 20h, eu tava dormindo já, porque 5h da manhã eu levantava pra fazer marmita pra ele. Eu escutava o fragor e gritava: ‘Rebento’ e ele não responde, tava dormindo. Ia falar com minha filha, que ficou assistindo Carinha de Criancinha no sofá. Perguntava Você está muito? Porque esse fragor de vômito, você tava vomitando? E ela balançava a cabeça que não. E ele no sofá, sempre com celular na mão, porque ele adorava ver uns vídeos pornográficos.

Mãe flagra violação da filha de 7 anos e padrasto é investigada
A moça passou por vários exames no hospital.
Foto: Reprodução.

No dia 5, portanto, incomodada com os barulhos, a mãe conta que não acendeu a luz ou perguntou. Foi quando, ao chegar na sala, flagrou o transgressão de violação de vulnerabilidade.

“A que cheguei na cozinha à luz da TV bateu no sofá e eu vi minha deitada de atravessado no sofá com as calças até o joelho e ele com a mão direita na boca dela. Aquele fragor de ânsia que eu escutava a boca dela e ela tentando gritar”, revela.

Segundo a mãe, a moça mal podia respirar e batia as mãos no sofá. “E ele, com a mão esquerda segurando o órgão genital dele e esfregando nela. Fechei o olho e abri, achei que estava tendo um pesadelo, porque eu nunca esperava isso, porque botei toda a minha crédito nele. Dei um grito e falei: Você está estuprando a minha filha.”

O varão chegou a tentar se proteger, ao não pedir desculpas e expor que a intenção machucar, porquê perímetro a mãe da moça. Em desespero e com pavor das ameaças, a moçoilo ainda pediu para percorrer para não morrer. Ao ser tranquilizada pela mãe, a moça desabafou sobre a violência sofrida.

A filha do dia da cirurgia da mãe e que era ameaçada com facão.

“Ele falou que ia matar a gente tudo em pedacinho”,

disse a mulher para a Margem B.

No hospital, a moça passou por diversos exames. De convenção com a avaliação médica, houve tentativa de penetração forçada, por isso o sangramento na superfície íntima.

Procurado pela Margem B, a Polícia Social do Paraná (PCPR) informou, por meio de nota, que “instaurou um questionário para investigar o caso e todas as diligências cabíveis estão sendo realizadas. Mais detalhes não serão fornecidos por menor de idade.”

Source link

By |2022-01-13T13:21:20-03:00janeiro 13th, 2022|Categories: Noticias|Comentários desativados em Mãe flagra violação da filha de 7 anos e padrasto é investigada

About the Author:

Mãe flagra violação da filha de 7 anos e padrasto é investigada
Call Now Button
× Fale pelo WhatsApp